Ligue agora

Dia Internacional do Diabético.

Saiba como se cuidar e viver bem com essa doença silenciosa que afeta milhares de pessoas em todo o mundo.

O Dia Internacional do Diabético é comemorado, todos os anos, em 27 de junho. No Brasil, essa doença crônica atinge 10 milhões de pessoas. A data reforça a importância sobre a conscientização para essa doença causada por um distúrbio do metabolismo de açúcares, gorduras e proteínas do organismo, que gera deficiência na produção de insulina.

O paciente diagnosticado com diabetes precisa aprender a conviver com a doença pelo resto da vida. Por isso, é necessária muita atenção à doença, porque se ela for mal cuidada ou mal acompanhada pode gerar inúmeras complicações à saúde e à qualidade de vida.

Conheça os principais tipos de diabetes:

  • O tipo I, geralmente é detectado facilmente na infância, já que a produção de insulina pelo pâncreas é baixa ou inexistente;
  • O tipo II aparece na fase adulta e é caracterizado pela produção de insulina, mas que não age como deveria no organismo;
  • O diabetes gestacional pode ocorrer em qualquer mulher durante a gestação devido ao aumento do nível de glicose no sangue;
  • O pré-diabetes acontece quando o pâncreas passa a produzir insulina em excesso na tentativa de controlar os níveis de açúcar.

Os sintomas mais comuns provocados pela diabetes são:

  • Urinar demais (poliúria);
  • Sede excessiva (polidpsia);
  • Aumento do apetite;
  • Alterações visuais;
  • Impotência sexual;
  • Infecções fúngicas na pele e nas unhas;
  • Feridas, especialmente nos membros inferiores, que demoram a cicatrizar;
  • Neuropatias diabéticas provocadas pelo comprometimento das terminações nervosas;
  • Distúrbios cardíacos e renais.

Muitas pessoas são diabéticas e demoram a descobrir que possuem a doença, o que pode contribuir para um agravamento da doença. Caso ela não seja tratada pode causar graves danos à saúde do paciente, como infarto do coração, derrame cerebral, insuficiência renal, entre outras complicações.

O exame de sangue é o mais recomendado para identificar e dar início ao tratamento. O diabetes não tem cura, mas o paciente pode levar uma vida normal se seguir as recomendações médicas, fazer exercícios físicos, reduzir o consumo de açúcar e carboidratos, além de ter uma alimentação saudável e balanceada, que ajuda a reduzir os riscos à saúde.

Por isso, diabético, invista na sua qualidade de vida. O Laboratório Behring apoia essa iniciativa que visa promover a saúde, bem como alertar a população sobre os riscos dessa doença silenciosa que afeta milhares de pessoas em todo o mundo.

Av. Nove de Julho, 1451
Tel.: (16) 3515-4500
2º a 6º, das 6h às 19h | Sábado, das 6h às 13h
Av. Nove de Julho, 1410 (Behring/Núcleus)
Tel.: (16) 3516-0100
2º a 6º, das 7h às 17h30 | Sábado, das 7h às 12h
Centro Médico RibeirãoShopping - sala​s​ 24 e 25
Tel.: (16) 3515​-4550
2º a 6º, das 7h às 20h | Sábado, das 7h às 16h
Responsável Técnico: Dra. Maria das Graças Elias de Assis - CRF 8713-SP