Ligue agora

Como diagnosticar a hipertensão

Confira os 5 exames fundamentais para identificar a hipertensão

A hipertensão ocorre quando o nível da pressão sanguínea fica elevado nas artérias. Este aumento da pressão sanguínea faz com que o coração se esforce para distribuir o sangue uniformemente pelo corpo.

Apesar de ser uma doença hereditária, a pressão alta é influenciada por maus hábitos. O tabagismo, o consumo de bebidas alcoólicas, a obesidade, o estresse, o sal em excesso, os altos níveis de colesterol e a falta de atividade física são alguns hábitos inimigos de quem possui propensão à hipertensão.

A hipertensão é perigosa por diversos fatores, por isso, é preciso ficar atento aos sintomas. Quando aparecem é sinal que a pressão está muito alta. Confira:
• Dores de cabeça
• Dor no peito
• Fraqueza
• Sangramento nasal
• Tonturas
• Visão embaçada
• Zumbido no ouvido

Para evitar os famosos picos de pressão, é preciso se prevenir com exames e ações preventivas. Confira os cinco exames essenciais para diagnosticar esta doença:

 • Ultrassom das carótidas:este exame avalia o interior das artérias carótidas, responsáveis por levar oxigênio ao cérebro.Caso o paciente apresente colesterol alto, suas artérias carótidas terão placas de gordura em suas paredes e se essas placas se acumularem, existe o risco de haver a interrupção da passagem de sangue ou rompimento da artéria, originando um coágulo que se for direcionado ao cérebro pode provocar um AVC (Acidente Vascular Cerebral). O exame consiste em passar um aparelho no pescoço do paciente com gel.

• MAPA: o significado de MAPA é monitoração ambulatorial da pressão arterial e este exame mede a pressão a cada 20 minutos, no tempo de 24 horas, e inspeciona possíveis sintomas como dor no peito, desmaios e tonturas. Na realização deste exame, um monitor pequeno é colocado na cintura do paciente conectado a um fino tubo de plástico a uma braçadeira. De 20 em 20 minutos, o monitor insufla a braçadeira e registra a pressão. Para finalizar, após 24 horas as informações são coletadas e fornecem um gráfico com as pressões aferidas.

• Tomografia cardíaca computadorizada: é um teste que usa raios-x para detectar imagens detalhadas do coração e dos vasos sanguíneos. Por meio dos computadores, essas imagens são combinadas e formam um modelo tridimensional do coração, detectando possíveis doenças coronárias problemas com a aorta, acúmulo de cálcio nas artérias e muitas outras anomalias decorrentes do aumento da pressão arterial.

• Proteína C-reativa: por meio do exame de sangue, podemos encontrar a proteína C-reativa que está presente no organismo quando existe alguma inflamação no organismo, o que pode levar ao aumento da pressão arterial.

• Dosagem de lipoproteína: também é realizada por exame de sangue, a lipoproteína pode originar o entupimento das veias caso seu nível seja superior a 30mg/dl e pode entrar no grupo de fatores de risco para doenças cardiovasculares.

Converse com seus parentes e procure saber se há casos de pressão alta na família. Se a resposta for positiva, realize os exames preventivos e fique de olho nos maus hábitos.

Conte com os serviços do Laboratório Behring e previna-se da hipertensão.

Av. Nove de Julho, 1451
Tel.: (16) 3515-4500
2º a 6º, das 6h30 às 19h | Sábado, das 6h30 às 13h
Av. Nove de Julho, 1410 (Behring/Núcleus)
Tel.: (16) 3516-0100
2º a 6º, das 7h às 17h30 | Sábado, das 7h às 12h
Centro Médico RibeirãoShopping - sala​s​ 24 e 25
Tel.: (16) 3515​-4550
2º a 6º, das 7h às 20h | Sábado, das 7h às 16h
Responsável Técnico: Dra. Maria das Graças Elias de Assis - CRF 8713-SP