Ligue agora

Alimentação pode ser grande aliada no controle da hipertensão

Alimentos certos e na quantidade certa podem fazer a diferença para quem tem pressão alta

Quem é diagnosticado com hipertensão arterial sabe que alguns cuidados são fundamentais para controlar a doença e ter boa qualidade de vida. Além de, claro, prevenir complicações severas, como um AVC (acidente vascular cerebral), enfarte, aneurisma arterial ou insuficiência renal e cardíaca.
 

Apesar de a pressão alta ser um problema herdado dos pais em 90% dos casos, existem outros fatores que influenciam, especialmente os hábitos de vida. Portanto, uma mudança na rotina, deixando para trás hábitos nocivos e adotando outros mais saudáveis, faz toda a diferença.
 

Abandonar o sedentarismo, o cigarro e o consumo excessivo de bebida alcoólica é um bom começo. Ter mais atenção com a alimentação também é uma importante medida. E o Laboratório Behring te ajuda a entender como.

Sódio: o excesso faz o organismo reter líquido, aumentando o volume de sangue que circula pelo corpo. Como as artérias continuam com o calibre igual, a pressão sobe. Portanto, muito cuidado com a quantidade de sal que anda ingerindo.

Não deixe o saleiro na mesa e evite produtos industrializados e temperos prontos, que contêm muito sódio.

A OMS (Organização Mundial da Saúde)indica o consumo de 5 gramas do tempero por dia.

Potássio: alimentos ricos em potássio ajudam a eliminar o sódio por meio da urina. Ele está presente em alimentos como: beterraba, banana, damasco, abacate, melão, folhas verdes, feijão, laranja, ervilha, batata, ameixa, tomate, uva-passa e cogumelos.

Cálcio: regula o sistema nervoso simpático (SNS), que comanda o calibre dos vasos. Está presente no leite e seus derivados e em alimentos como: soja, folhas verde-escuras, brócolis, grão de bico, aveia, chia, gergelim, açaí e sardinha.

Magnésio: esse mineralparticipa da contração muscular e garante um coração dentro do compasso. Exemplos: uva, banana, abacate, granola, gérmen de trigo, aveia, gergelim, nozes, castanhas, leite, soja, grão de bico, pão, peixes, batata, beterraba, couve e espinafre.

Fibras: trabalham pela integridade das artérias. Exemplos: feijão preto, ervilha, grão de bico, lentilha, chia, batata-doce, goiaba, maçã, pera, abacate, brócolis, milho, soja e abóbora.
 

A DASH (sigla em inglês para Abordagem Dietética para Frear a Hipertensão), criada pelo National Heart, Lung and Blood Institute dos Estados Unidos com a finalidade de reduzir a pressão arterial da população, é a preferida de muitos especialistas. Veja os alimentos e as quantidades que ela indica diariamente:

Frutas, verduras e legumes: de 8 a 10 porções

Carnes magras, frango ou peixe: 2 porções

Lácteos: 3 porções

Cereais e grãos integrais: de 6 a 8 porções

Nozes e castanhas: 1 porção
 

Use alimentação como sua aliada! Além de ajudar a controlar a hipertensão e a manter o peso corporal ideal, pode prevenir muitas outras doenças e te proporcionar muito mais qualidade de vida.
 

Mas não deixe de fazer o tratamento indicado pelo seu médico, ok? A alimentação é uma aliada, mas não substitui o medicamento, se prescrito.

Av. Nove de Julho, 1451
Tel.: (16) 3515-4500
2º a 6º, das 6h às 19h | Sábado, das 6h às 13h
Av. Nove de Julho, 1410 (Behring/Núcleus)
Tel.: (16) 3516-0100
2º a 6º, das 7h às 19h30 | Sábado, das 7h às 12h
Centro Médico RibeirãoShopping - sala​s​ 24 e 25
Tel.: (16) 3515​-4550
2º a 6º, das 7h às 20h | Sábado, das 7h às 16h
Responsável Técnico: Dra. Maria das Graças Elias de Assis - CRF 8713-SP