Ligue agora

28 de julho: dia mundial de luta contra as hepatites virais.

Conheça os riscos à saúde que essa doença silenciosa provoca, podendo levar à morte.

A data foi instituída em 2010 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objetivo de alertar a população sobre a doença, o contágio e as formas de prevenção. A cor amarela foi escolhida porque transmite essa mensagem de atenção, bem como fazer uma alusão à coloração em algumas partes do corpo das pessoas que contraem a doença, como pele e olhos amarelados, por exemplo.

As inflamações no fígado, independente das causas, são chamadas de hepatites. As mais conhecidas são as hepatites virais A, B, C, D e E, porém, além de outras formas virais, algumas hepatites podem ser bacterianas, causadas por distúrbios de imunidade ou do metabolismo, ou ainda, por substâncias tóxicas, como álcool e outras drogas.

No Brasil, as hepatites dos tipos A, B e C são as mais frequentes e os sintomas mais comuns são: cansaço, febre, mal-estar em geral, tonturas, enjoos, vômitos, dor de cabeça, perda de apetite e dor abdominal.

A transmissão do vírus pode ser feita por meio de alimentos ou água contaminada, relações sexuais, transfusão sanguínea, compartilhamento de agulhas, seringas e alicates sem esterilização, além da mãe para o bebê, durante a gravidez ou o parto. Atualmente não existe um tratamento específico para o vírus, mas é possível se vacinar contra alguns tipos do vírus da doença.

Conheça as principais formas de se prevenir contra as hepatites virais:

  • Lavar bem as mãos após ir ao banheiro e antes de comer;
  • Higienizar os alimentos que serão consumidos crus e cozinhar bem os demais;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como lâminas, escovas de dente, utensílios de manicure e pedicure;
  • Utilizar preservativos durante as relações sexuais;
  • Materiais descartáveis para fazer tatuagens ou colocação de piercings.

Se não for cuidada, a hepatite pode se agravar e provocar graves feridas, transformando-se em cirrose e até câncer, levando à morte. Por isso, a prevenção é muito importante, pois essa doença é silenciosa e em muitos casos sequer apresenta sintomas. Vá ao médico regularmente e faça exames de rotina. O Laboratório Behring apoia esta iniciativa que garante mais qualidade de vida para você.

Matriz
Av. Nove de Julho, 1451
Tel: (16) 3515-4500 - (16) 3516-4500
WhatsApp: (16) 9 9159-7247
2ª a 6ª, das 6h às 18h30 | Sábado, das 6h às 13h
Behring / Nucleus
Av. Nove de Julho, 1410
Tel: (16) 3516-0100
2ª a 6ª, das 7h às 17h | Sábado, das 7h às 12h
Centro Médico RibeirãoShopping
Av. Cel. Fernando F. Leite, 1540 - sala​s​ 24 e 25
Tel: (16) 3515-4550
2ª a 6ª, das 7h às 20h | Sábado, das 7h às 16h
Responsável Técnico: Dra. Maria das Graças Elias de Assis - CRF 8713-SP
Laboratorio Behring de Analises Clinicas Ltda.